Flame processa Katy Perry por violação de direito autoral

Flame entrou com processo na corte federal dos Estados Unidos contra a cantora Katy Perry, a Capitol Records e outros associados por violação do direito autoral da música Joyful Noise.  De acordo com a ação, Perry e seus co-produtores exploraram e lucraram indevidamente com a utilização das bases (instrumentais) da canção do rapper na faixa Dark House.

De acordo com o Rapzilla.com, nos autos da ação consta que Joyful Noise “foi “irremediavelmente manchada por sua associação com a feitiçaria, paganismo, magia negra e imagens Illuminati evocados na letra de Dark Horse e seu respectivo vídeo.”

“Os réus nunca procuraram ou obtiveram permissão dos autores de usar a música ‘Joyful Noise’ na criação, reprodução, gravação, distribuição, venda ou publicação”, afirma a petição. “Os requerentes nunca deram aos réus qualquer permissão, autorização ou licença para usarem a música com qualquer propósito.”

A canção escrita por Flame em parceria com Lecrae e John Reilly, foi lançada em 2008 no álbum “Our World: Redeemed”. No mesmo ano, ela recebeu o Dove Award de Melhor Gravação de Rap/Hip Hop do Ano; o disco teve indicação ao Grammy de Melhor Álbum de Rap ou Rock Gospel. Katy Perry lançou Dark House em setembro de 2013,  chegando ao primeiro lugar nas paradas da Billboard em janeiro (2014), permanecendo por várias semanas.

Compare as duas faixas e tire suas conclusões:

 

Este post eu vi lá no: Gospel Beat - Cultura Urbana & LifeStyle Cristão.

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.

*